O Negro Norte Americano

“Poucos Negros e Brancos sabem que o primeiro Americano a derramar sangue na revolução que libertou este país da opressão britânica foi um marinheiro negro chamado Crispus Attucks. Negros e Brancos já se esqueceram quase por completo que foi um médico negro, o Dr. Daniel Hale Williams, quem fez a primeira operação ao coração bem-sucedida na América. Outro médico negro, o Dr. Charles Drew, foi em grande parte responsável pelo desenvolvimento de um método de separação do plasma sanguíneo e da sua conservação em larga escala, processo que permitiu salvar milhares de vidas na II Guerra Mundial e tornou possíveis muitos progressos importantes da medicina no pós-guerra. Os livros de História ignoram quase por completo que muitos cientistas e inventores negros que contribuíram para o enriquecimento da vida dos Americanos. Embora haja alguns que mencionam George Washigton Carver cujos trabalhos de investigação em produtos agrícolas ajudaram a reanimar a economia do Sul quando o trono do Rei Algodão começou a vacilar, ignoram a contribuição de Nobert Rillieux, cuja invenção de um tambor de evaporação veio revolucionar o processo de refinação do açúcar. Quantas pessoas sabem que a United Choe Machinery Company, empresa que vale muitos milhões de dólares, se desenvolveu a partir da máquina de coser das solas dos sapatos inventada no século passado por um Negro da Guiana Holandesa, Jan Matzeliger; Ou que Granville T. Woods, especialista em motores eléctricos, autor de muitos inventos que contribuíram decisivamente para a expansão e o progresso dos caminhos-de-ferro no princípio deste século, era um Negro? Até a contribuição do Negro para a música da América é por vezes menosprezada duma forma inacreditável.”

Martin Luther King em “Eu tenho um sonho – A Autobiografia de Martin Luther King, Bizâncio, Lisboa, 2006

Anúncios
%d bloggers like this: